Publicidade

Diário Liberdade
Quinta, 30 Março 2017 19:36 Última modificação em Domingo, 02 Abril 2017 16:14

"Estudar medicina grátis é uma oportunidade única que a Venezuela nos oferece", diz brasileira

Avalie este item
(3 votos)
País: Venezuela / Língua/Educaçom, Saúde / Fonte: AVN

Samantha Antonic é uma jovem brasileira de 24 anos que teve a oportunidade de estudar medicina, através de um programa educativo completamente gratuito na Venezuela, que já formou milhares de jovens.

Atualmente ela cursa o segundo ano de medicina na Universidade Central da Saúde Hugo Chávez e depois vai concluir o curso na Escola Latino-Americana de Medicina (Elam) Dr. Salvador Allende. Para Samantha, esta é uma oportunidade única que não teve no Brasil.

"O que a Venezuela faz por nós nenhum outro país faz. É uma oportunidade única. A medicina aqui é gratuita e dá a oportunidade para que as pessoas de baixos recursos estudem", disse, em entrevista para  Agência Venezuelana de Notícias (AVN).

Samantha comentou que a situação é diferente no Brasil, onde é muito pouco provável que jovens de comunidades pobres se tornem médicos. A maioria dos cursos está nas universidades particulares, enquanto nas públicas, como a Universidade Federal do Rio de Janeiro, é difícil conseguir uma vaga.

Além disso, as matrículas nas faculdades particulares são muito caras e por isso muitos, como ela, decidem estudar na Venezuela.

Samantha também manifestou apoio aos venezuelanos e ao governo bolivariano, durante sua participação na mobilização dos estudantes estrangeiros de medicina nesta quinta-feira em Caracas para repudiar a ingerência do secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Luis Almagro, nos assuntos internos da nação.

A cada ano, uma grande quantidade de médicos chega à Venezuela para se formar como médicos, através da Elam, que nasceu em 2005 após a assinatura do Compromisso de Sandino entre os presidente de Cuba, Fidel Castro, e Venezuela, Hugo Chávez.

Inaugurada em abril de 2007, a Elam tem formado estudantes da Bolívia, Equador, El Salvador, Gâmbia, Haiti, Honduras, México, Nicáragua, Panamá, Paraguai, Dominica e Cuba, entre outros.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar