Publicidade

Diário Liberdade
Sexta, 09 Setembro 2016 14:38 Última modificação em Segunda, 12 Setembro 2016 12:25

Internacionalismo cubano: Quase dez milhões de alfabetizados com o método “Sim, eu posso”

Avalie este item
(1 Voto)
País: Cuba / Língua/Educaçom / Fonte: Granma

Cuba contribui para alfabetizar pessoas em diversos países do mundo com o método “Sim, eu posso” e já são 9,8 milhões os beneficiados, afirmou em 8 de setembro, na Unesco, a ministra de Educação, Ena Elsa Velázquez

Cuba contribui para alfabetizar pessoas em diversos países do mundo com o método “Sim, eu posso” e já são 9,8 milhões os beneficiados, afirmou em 8 de setembro, na Unesco, a ministra de Educação, Ena Elsa Velázquez.

Em um Painel Ministerial realizado ao início da Conferência Mundial sobre a Alfabetização, evento organizado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), a titular ressaltou a disposição da Ilha para apoiar outras nações no necessário trabalho de ensinar a ler e escrever os povos.

De acordo com Velázquez, se se tomam em conta as pessoas que agora estão recebendo a formação, o número de beneficiados com o método “Sim, eu posso” CE de mais de dez milhões de pessoas.

A ministra sublinhou que em correspondência com as necessidades de cada país, o programa tem sido contextualizado e traduzido a vários idiomas como o inglês, francês, português, e também a línguas indígenas como aimara e quíchua.

Ao referir-se ao contexto cubano, enfatizou que garantir a educação para todos é uma prioridade, e a isso se dedica 23% do orçamento nacional.

Ainda, destacou o alto nível de formação atingido na nação caribenha graças a um amplo sistema de ensino que tem suas origens na Campanha de Alfabetização realizada quase imediatamente depois do triunfo da Revolução, em 1959.

Graças a essa campanha aprenderam a ler e escrever 707.212 pessoas, o que permitiu declarar Cuba território livre de analfabetismo, em 22 de dezembro de 1961, conquista que neste ano comemora seu 55º aniversário.

A ministra lembrou que em 1964 uma comissão da Unesco visitou Cuba para conhecer de perto o programa e em suas conclusões indicou que “não foi um milagre mas sim uma difícil conquista, conseguida a força de trabalho, técnica e organização”.

Na inauguração do encontro, a diretora-geral da Unesco, Irina Bokova, lembrou que a alfabetização faz parte das bases fundamentais do desenvolvimento e a comunidade internacional deve fazer maiores esforços neste sentido, pois ainda existem 758 milhões de pessoas analfabetas no mundo.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar