Publicidade

Diário Liberdade
Publicidade
Publicidade
Sábado, 01 Outubro 2016 02:33 Última modificação em Terça, 11 Outubro 2016 17:10

O esfacelamento do modelo político brasileiro e o fascismo que se avizinha Destaque

Avalie este item
(1 Voto)
País: Brasil / Antifascismo e anti-racismo, Batalha de ideias / Fonte: Diário Liberdade

[Rodrigo Barradas] Não lembro de, nesses tempos "modernos" em que vivemos, de outras eleições com tantos atentados e assassinatos nesses meus 34 anos de vida, como tem ocorrido por todo o Brasil agora em 2016. Candidato assassinado em Goiás. Vários mortos no Estado do Rio de Janeiro. Atentados nos Quatro Cantos do país. Talvez porque a mídia não desse ênfase? Difícil. Parece os grotões sertanejos dos coronéis e das matas do norte dos assassinatos por terra, nos idos dos anos de 1930, onde tudo era resolvido na bala. O que explica então esse aumento de casos assim?

Entendo que uma via a ser pesquisada, pode ser justamente o esfacelamento da legitimidade do nosso modelo de democracia representativa e das instituições que comandam o nosso sistema judiciário, quando, agora, fica provado que não há tanta legalidade, tamanho o absurdo do processo que culminou na destituição da agora ex-presidenta Dilma Rousseff.

Quando fica provado que o judiciário não age por impetos de imparcialidade, mas sim por interesses próprios, e que num país que é a 7ª economia do mundo e tem mais de 200 milhões de habitantes, um golpe foi dado à luz do dia e nada foi feito de forma contundente para para-lo, a ideia que dá é que o país da impunidade é sem dúvidas o país onde quem tem mais poder, manda. E se há resistência, uma bala no caminho pode resolver.

Foi assim na época do Brasil Colônia. Foi assim na época do Brasil Império. Foi assim quando nos "libertamos" e fundamos um país sob a sombra de um primeiro governo militar com o marechal Deodoro da Fonseca como primeiro presidente. Foi assim nos anos que se sucederam. Estado Novo >> Ditadura Militar. E nas fábricas o punho pesado dos patrões. E nos confins a mão pesada dos coronéis.

Quando a violência se torna uma via institucionalizada, um sinal de alerta é acendido no mundo minimamente civilizado. É quando a barbárie se mostra como meio de governar. A isso damos o nome de Fascismo. E do caos gerado pelo esfacelamento do nosso modelo de representatividade para um regime de força bruta, a linha é absurdamente tênua. Apenas um pulo.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Publicidade
Publicidade

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar