Publicidade

Diário Liberdade
Publicidade
Publicidade
Domingo, 16 Outubro 2016 11:10 Última modificação em Domingo, 16 Outubro 2016 17:25

Neste dia, aos professores

Avalie este item
(0 votos)
País: Brasil / Língua/Educaçom / Fonte: Esquerda Online

[Daniel Furtado, de Fortaleza, CE] Nessa caminhada como educador, já ouvi pessoas afirmarem que ensinar é uma missão, um sacerdócio. Entretanto, ao afirmar isso nos impõem a obrigação de carregar a cruz de todos os problemas da educação. Se você é cristão, te digo que Jesus já a carregou por nós, para que você não precisasse fazê-lo.  Estamos perdoados.

Também ouvi que a educação era um banco, e que o saber era algo tão valioso que deveria ser pago. Assim, nosso dever era “depositar” apenas aquilo que fosse pago, nem a mais, nem a menos. Essa é a educação dos mercenários.

Há quem diga que educar é uma missão cívica de defesa da pátria, a escola é um quartel, o professor é o sargento, os alunos os recrutas e estamos em guerra contra os inimigos. Quem não obedece o comando é um traidor da educação e da pátria. Greve é motim e deve ser punida com a pena capital.

Eu acredito na educação como um instrumento de construção do conhecimento. O professor não deve carregar cruz alheia, ou depositar migalhas, ou obedecer cegamente ordens. Seu dever é instruir e estimular livremente seus alunos a verem o mundo de forma autônoma, engajada e crítica. Os educandos não devem repetir nossas experiências, mas a partir delas, terem um ponto de apoio para construírem sua própria caminhada.

Sempre acreditei que o professor de verdade prepara seus alunos para serem melhores que ele. Desejo ver meus educandos alçarem vôos muito mais altos do que eu. Desejo que o céu não seja o seu limite. Desejo que cheguem ao espaço.

Mas, não posso de forma alguma crer que faremos isso sozinhos. A escola, o sistema de ensino, os governantes precisam cumprir com suas obrigações. Quando trabalhamos vendemos “apenas” a nossa força de trabalho. Mas, querem fazer convencer que devemos vender nossa saúde, nossa dignidade, amor próprio e nossa consciência. A esses eu alerto que as primaveras às vezes tardam, mas não falham.

O professor não deseja ser melhor ou igual ao médico, ou advogado, ou engenheiro, ou aos políticos profissionais. O professor quer apenas trabalhar em um ambiente digno, com salário digno à sua formação e em condições de trabalho dignas. Qualquer tentativa de desmontar essa lógica nos dá sim o direito de nos levantarmos contra a tirania, o autoritarismo de estado, o absolutismo pedagógico e o estigmatismo da sociedade.

O dia de hoje não pode apenas ser simbolicamente usado para comemorar ou se indignar com o descaso da educação, e sim refletir sobre o tempo atual e organizar nossa justa luta por uma educação pública, gratuita, de qualidade e a serviço da classe trabalhadora e do povo pobre desse país. Desse modo, parabenizo essa categoria valente que chora, sofre e luta em busca de dias melhores. Porque como dizia Paulo Freire, “educar é um ato de amor, e por isso um ato de coragem”.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Publicidade
Publicidade

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar