Publicidade

Diário Liberdade
Terça, 05 Setembro 2017 13:45 Última modificação em Sábado, 09 Setembro 2017 21:59

Emprego na Galiza: Quase 100.000 contratos em agosto, mas só 2.293 novas inscriçons à Segurança Social

Avalie este item
(0 votos)
País: Galiza / Laboral/Economia / Fonte: CIG

Análise da CIG sobre o estado do emprego e dos direitos laborais na Galiza.

Incrementa-se a precariedade laboral por causa da cada vez maior rotaçom e temporalidade

O número total de pessoas desempregadas na Galiza foi, no mês de agosto, de 181.125: 0,41% menos que no mês de julho. Porém, esta descida sazonal do desemprego registado, habitual no mês de agosto, foi este ano inferior ao de anos anteriores. Os dados constatam ainda a enorme rotaçom e escassa duraçom dos contratos registados e denotam que nom houvo nengumha mudança estrutural no mercado laboral, que continua a depender do “puxom” do turismo.

O desemprego desceu, como costuma acontecer no mês de agosto, mas em tam só 746 pessoas desempregadas menos. Um ritmo muito inferior a anos anteriores, em que essa descida ultrapassava sempre os 1,2%. Essa ralentizaçom na queda do desemprego verificou-se em todos os sectores; assim, na Indústria o desemprego baixou 0,13, quando sempre estivo descendo mais de 1%; em Construçom desceu 2,4, quando o ano passado foi de 3,7% e em Serviços, porém, a queda foi de um inexpressivo 0,01%, quando o ano passado tinha sido de 0,8%.

Temporalidade

Esta descida do desemprego estivo acompanhada de um incremento da inscriçom à Segurança social, que em média soma 2.293 novas pessoas filiadas, o que contrasta com o forte incremento da contrataçom, já que se registárom 95.720 novos contratos, atingindo-se um novo recorde de contrataçom no mês de agosto.

Deste total de contratos registados, 78% fôrom no sector serviços e tam só um 5,7 sob alguma modalidade de contrataçom indefinida. O secretário geral da CIG, Paulo Carril, alerta do perigo de que se consolide “um mercado de trabalho assente na exploraçom e no empobrecimento da classe trabalhadora, derivado da reforma laboral” e considera que isto pom em evidência “o insucesso das políticas de Feijó, incapazes de criar emprego no país”.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Publicidade

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar