Publicidade

Diário Liberdade
Sexta, 21 Abril 2017 10:35 Última modificação em Sexta, 21 Abril 2017 16:39

Estará à vista o fim do mundo?

Avalie este item
(0 votos)
/ Direitos nacionais e imperialismo, Batalha de ideias / Fonte: Resistir.info

[Paul Craig Roberts]

A indiferença do mundo ocidental é extraordinária. Não são só os americanos que se permitem terem os cérebros lavados pela CNN, MSNBC, NPR, New York Times e Washington Post, são também os seus comparsas na Europa, Canadá, Austrália e Japão, que confiam na máquina da propaganda de guerra que se apresenta como media.

http://www.bbc.com/news/world-us-canada-39573526

Os "líderes" ocidentais, isto é, os fantoches na ponta dos cordéis puxados pelos grupos de interesses privados poderosos e pelo Estado Profundo, estão igualmente indiferentes. Trump e seus comparsas no Império Americano devem estar inconscientes de que estão a provocar guerra com a Rússia e a China, se não são psicopatas.

Um novo Louco da Casa Branca substituiu o velho louco. O Novo Louco enviou o seu secretário de Estado à Rússia. Para que? Para apresentar um ultimato? Para fazer mais acusações falsas? Para se desculpar pelas mentiras?

Considerem a audácia do secretário de Estado Tillerson. Ele passou a semana anterior à sua visita a Moscovo a corroborar mentiras incríveis e alegações falsas de que Assad da Síria utilizou armas químicas com permissão da Rússia, o que justificava o inequívoco crime de guerra de Washington de um ataque militar a um país ao qual os EUA não declararam guerra. Com menos de 100 dias no gabinete Trump já é um criminoso de guerra, juntamente com o resto do seu governo belicista.

Todo o mundo sabe isto, mas ninguém diz. Ao invés disso, Tillerson, pejado de mentiras e ameaças, tem confiança para ir a Moscovo a fim de dizer aos russos que têm de entregar Assad ao poder único americano.

A missão de Tillerson demonstra a completa e total irrealidade do mundo em que vive Washington. Tente imaginar a arrogância de Tillerson. Se voce caluniou e ameaçou grosseiramente pessoas importantes, será que se sentiria confortável em ir às suas casas e jantar com elas? Pensará Tillerson que agora que a Rússia em grande medida libertou a Síria do ISIS apoiado pelos EUA, esta irá entregá-la a Washington?

Será que vai contar a Lavrov que realmente não queria dizer todas aquelas mentiras sujas que disse acerca da Rússia, mas que neoconservadores sionistas o obrigaram a fazer? Que realmente não está no comando e é apenas uma ferramenta do Império Anglo-Sionista?

Será que Tillerson vai desculpar a declaração do secretário de imprensa da Casa Branca, Sean Spicer, de que Assad, aliado da Rússia, é mais perverso do que Hitler?
http://www.bbc.com/news/world-us-canada-39573063
Talvez Tillerson esteja em vias de pedir asilo e embarcar no lado vencedor.

Stephen Cohen, um dos poucos americanos restantes bem informados acerca da Rússia, disse a dois presstitutos da CNN e ao belicista Cor. Leightohn, um dos "peritos" a que os presstitutos recorrem para pronunciar a propaganda contra a Rússia, que a Rússia estava a preparar-se para a guerra quente. Isso pareceu ultrapassar as capacidades mentais dos presstitutos da CNN e do coronel. Em que folha de pagamento estão eles?
http://www.informationclearinghouse.info/46838.htm

Os líderes russos, os quais, ao contrário dos mentirosos do ocidente, falam a verdade, têm dito claramente que a Rússia nunca combaterá outra vez uma guerra no seu próprio território. Os russos não podiam dizer isto mais claramente. Provoquem uma guerra e nós os destruiremos no vosso próprio território.

Quando se observa o presidente e o governo em Washington, os governos europeus, especialmente os idiotas nos governos em Londres, canadiano e australiano, não se pode deixar de admirar a total estupidez da "liderança ocidental". Eles estão a implorar pelo fim do mundo.

E os presstitutos estão em acção conduzindo à extinção da vida. Números enormes de pessoas no ocidente estão a ser preparada para a sua morte – e elas são protegidas desta percepção pela sua indiferença.

Washington é tão arrogante e perdido no seu próprio orgulho que não entende que os anos de mentiras claras como cristal acerca da Rússia e das intenções e façanhas russas convenceram este país de que Washington está a preparar as populações dos Estados Unidos e os seus povos cativos no ocidente, Europa do Leste, Canadá, Austrália e Japão para um ataque nuclear preventivo dos EUA contra a Rússia. Planos de guerra publicados dos EUA contra a China convenceram-na do mesmo.

Se não é para a guerra, que outra coisa é a mudança na doutrina de guerra dos EUA? George W. Bush abandonou o papel estabilizador das armas nucleares passando-as de uma função retaliatória para a de um primeiro ataque nuclear. A seguir abandonou o tratado dos mísseis anti-balísticos concluído pelo presidente Richard Nixon. Agora temos sítios de mísseis estado-unidenses posicionados nas fronteiras da Rússia. Contámos aos russos a mentira de que os mísseis são para impedir um ataque nuclear iraniano com ICBMs contra a Europa. Esta mentira é dita, e aceite, pelos fantoches na Europa, apesar do facto incontestável de que o Irão não tem nem ogivas nem ICBMs. Mas os russos não aceitam isto. Eles sabem que isto é mais uma mentira de Washington.

Quando a Rússia ouve estas mentiras flagrantes, descaradas e óbvias, ela entende que Washington pretende um ataque nuclear preventivo à Rússia.

A China chegou à mesma conclusão.

Assim, eis a situação. Dois países com forças nucleares esperam que os loucos insanos que dominam o ocidente estejam em vias de atacá-los com armas nucleares. O que a Rússia e a China estão a fazer? Estão eles a implorar por misericórdia?

Não. Estão a preparar-se para destruir o perverso ocidente, uma colecção de mentirosos e criminosos de guerra, tais como o mundo nunca vira anteriormente.

A temerária e irresponsável conversa de guerra no governo dos EUA, nos media presstitutos e entre os vassalos da NATO e de Washington deve cessar imediatamente. A vida está por um fio.

Putin tem mostrado admirável paciência com as mentiras e provocações de Washington, mas não pode arriscar a Rússia confiando em Washington, em quem ninguém pode confiar. Nem o povo americano, nem o povo russo, nem qualquer povo.

Ao saltar para dentro do vagão de propaganda do Estado Profundo os liberais/progressistas/esquerda são cúmplices na marcha rumo ao fim do mundo.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar