Publicidade

Diário Liberdade
Sábado, 25 Junho 2016 20:38 Última modificação em Quarta, 29 Junho 2016 20:02

Escócia: premiê negociará com Bruxelas permanência na União Europeia após 'Brexit'

Avalie este item
(0 votos)
País: Escócia / Direitos nacionais e imperialismo / Fonte: Opera Mundi

É 'altamente provável' que país peça novo referendo de independência para tentar permanecer no bloco; 62% dos escoceses votaram por permanecer na UE.

A primeira-ministra da Escócia, Nicola Sturgeon, afirmou neste sábado (25/06) que negociará com Bruxelas a posição de seu país na União Europeia após os escoceses terem votado massivamente contra a “Brexit” na quinta-feira (23/06).

“Meu gabinete concordou em começar imediatamente discussões com as instituições da União Europeia e outros Estado-membros para explorar todas as opções possíveis para proteger o lugar da Escócia na UE”, afirmou Sturgeon em pronunciamento.

Nos próximos dias, ela convocará todos os diplomatas do bloco na Escócia para uma reunião e estabelecerá um painel de assessoria com especialistas em finanças, direito e diplomacia para analisar procedimentos e alternativas.

Além disso, a líder independentista afirmou que seu governo impulsionará a legislação necessária para facilitar um possível segundo referendo de independência da Escócia. Uma opção que, segundo ela, "está sobre a mesa" e é “altamente provável”.

"Tal como estão as coisas, a Escócia enfrenta a perspectiva de ser tirada da UE contra sua vontade. Considero que isso é democraticamente inaceitável", declarou a premiê. Durante o referendo que decidiria a saída ou permanência do Reino Unido — do qual a Escócia faz parte — na quinta, 62% dos escoceses votaram pela permanência do bloco, enquanto somente 38% votaram pela saída.

“Nós estamos determinados em agir de maneira decisiva, mas de uma forma que irá construir uma unidade por toda a Escócia”, reforçou Sturgeon.
Em setembro de 2014, o governo do partido da primeira-ministra, o SNP (Partido Nacionalista Escocês), liderado na época por Alex Salmond, convocou o primeiro referendo de independência. Na época a opção de continuidade no Reino Unido superou a vontade dos independentistas por 55% contra 45% dos votos, justamente porque a população queria que a nação permanecesse na União Europeia.

Assim, ao conhecerem a vitória do "Brexit", que implica na saída de todo o Reino Unido da União Europeia, vários escoceses se manifestaram nesta sexta-feira (24/06) à noite em frente ao Parlamento de Edimburgo e em Glasgow para mostrar seu descontentamento com o resultado. Os participantes também protestaram contra "a corrente de racismo" que se propagou durante a campanha do referendo depois que os eurocéticos concentraram seus argumentos no suposto excesso de imigração à região.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar