Publicidade

Diário Liberdade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Sábado, 07 Janeiro 2017 18:11

Portugal: Assembleia da República condena construção de armazém para resíduos nucleares em Almaraz na vizinha Espanha

Avalie este item
(0 votos)
País: Portugal / Consumo e meio natural / Fonte: Abril Abril

O Parlamento aprovou por unanimidade uma resolução conjunta, de iniciativa do PEV, condenando a intenção de construir um armazém para resíduos nucleares junto à central nuclear espanhola de Almaraz.

O projecto, apresentado por todos os grupos parlamentares após o repto lançado pela deputada ecologista Heloísa Apolónia, condena uma eventual decisão do governo espanhol de construir um armazém para resíduos nucleares junto à mais antiga central espanhola, em Almaraz.

No documento, é criticada a forma como «o Governo e a população de Portugal» têm sido ignorados pelas autoridades espanholas nos processos de decisão sobre Almaraz, lembrando que esta «utiliza as águas do rio Tejo para o seu sistema de refrigeração e está instalada a uns escassos 100 km da fronteira com Portugal».

A proximidade geográfica do território nacional e a utilização de um rio internacional, que atravessa uma larga faixa do território nacional, «são factores bastantes para que Portugal não possa, em qualquer circunstância, ser ignorado», lê-se no voto aprovado.

«Não irei a Espanha sufragar uma decisão que Espanha tomou»

Recorde-se que, na passada segunda-feira, o ministro do Ambiente deu a garantia de que não participaria na reunião com a homóloga espanhola, agendada para o dia 12 de Janeiro, se se confirmar a decisão tomada unilateralmente de construir o armazém de resíduos nucleares em Almaraz.

«Não faz qualquer sentido ir a essa reunião, porque não irei a Espanha sufragar uma decisão que Espanha tomou, incumprindo uma directiva comunitária», argumentou João Matos Fernandes. 

A União dos Sindicatos do Norte Alentejano (USNA/CGTP-IN), através de comunicado enviado às redacções, apoiou a decisão do ministro de «recusar reunir com o governo espanhol perante factos consumados». Ao mesmo tempo, exigiu que o Governo tome medidas capazes de «impedir a construção do aterro nuclear e encerrar a Central de Almaraz».

A USNA alerta ainda que a central, e também a localização do aterro, se situam «paredes meias» com o rio Tejo que poderá ser contaminado em caso de acidente.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Publicidade
Publicidade

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar