Publicidade

Diário Liberdade
Sexta, 05 Mai 2017 18:44 Última modificação em Terça, 09 Mai 2017 16:21

Comissão Presidencial promove diálogo com setores sociais para impulsionar Constituinte na Venezuela

Avalie este item
(1 Voto)
País: Venezuela / Reportagens / Fonte: AVN

A Comissão Presidencial para a Assembleia Nacional Constituinte, criada na última segunda-feira, começou nesta semana o ciclo de reuniões para incluir as propostas das organizações sociais, políticas, econômicas e religiosas.

Um dos primeiros setores escutados foi a classe trabalhadora, que foi nesta quinta-feira ao Palácio de Miraflores para apresentar as propostas de 1.500 sindicatos filiados à Central Bolivariana Socialista de Trabalhadores da Cidade, Campo e Pesca.

Nesse dia, as comunas participaram do encontro com a Comissão Presidencial para propor o direito de ter uma representação na Assembleia Nacional Constituinte.

"(O) bloco de comuneiros nos disse: nós temos direito de estar na Constituinte com nossos próprios representantes e vamos defendê-los", disse Elías Jaua, presidente da Comissão Presidencial.

Os partidos políticos pertencentes ao Grande Pólo Patriótico (GPP) também entregaram suas observações para o processo constituinte.

Nesta sexta-feira, a Comissão Presidencial Constituinte se reuniu com representantes de meios de comunicação privados e públicos, assim como o corpo diplomático credenciado no país.

Deve se reunir ainda nesta sexta-feira com reitores de diferentes universidades do país, e no sábado será a vez do setor econômico.

Leia também: Com a nova Assembleia Constituinte, 'todo o poder da pátria' será do povo, afirma Maduro

A autodenominada Mesa da Unidade Democrática (MUD) -junto a outros partidos de oposição será recebida na segunda-feira, 8, pela Comissão Presidencial no Salão Ayacucho do Palácio de Miraflores, onde será explicada a motivação do presidente para a convocação da Assembleia Nacional Constituinte.

Em carta enviada no dia 4 de maio para a MUD, Jaua explicou que a coligação opositora poderá realizar contribuições, observações e recomentações sobre a Constituinte, "que visa criar os espaços que facilitem a resolução pacífica do conflito político que vive atualmente nosso país".

O dirigente socialista Jaua anunciou que nos próximos días serão estabelecidos encontros com os reitores das universidades públicas e privadas. "A agenda seguirá com todos os setores, queremos que o país conheça a motivação de paz, a motivação de convivência que motiva a iniciativa do presidente Nicolás Maduro", acrescentou.

A Comissão Presidencial para a Assembleia Nacional Constituinte definirá, junto ao poder popular e os setores sociais, os critérios de conformação e  funcionamento dessa instância, assim como as bases dos integrantes da instância de debate.

Para a conquista destes objetivos serão constituídas subcomissões ou grupos de trabalho necessários, com participação ampla e colegiada de assesores nacionais e internacionais das disciplinas relacionadas a cada tema, assim como representantes da comunidade organizada que possam coadjuvar no cumprimento de seus fins, afirma o Decreto Presidencial Nº 2.831, publicado na Gazeta Oficial Extraordinária Nº 6.295 do 1º de maio de 2017, que define os critérios de funcionamento da comissão.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar