Publicidade

Diário Liberdade
Publicidade
Publicidade
Sexta, 23 Março 2018 21:13 Última modificação em Quarta, 28 Março 2018 17:39

Se Eletrobras for privatizada, apagão não será falha, mas rotina

Avalie este item
(2 votos)
País: Brasil / Consumo e meio natural / Fonte: Causa Operária

Com o aprofundamento do golpe de estado no país, é de suma importância olhar-se para todos os fenômenos com cautela. Esta semana, mais especificamente na quarta feira, 21, ocorreu um retrocesso que não era visto, nessa extensão, desde o governo tucano de Fernando Henrique Cardoso: um apagão que acometeu 13 estados das regiões Norte e Nordeste do país. Retrocesso que aconteceu em menos de dois anos de um governo regido pela direita golpista.

É importante salientar que os blecautes eram comuns no governo FHC e tal acontecimento ocorrer neste período de intenso desgoverno da direita, em suas amplas medidas de privatizações, não é coincidência. O Bipolo de Xingu, onde ocorreu o problema, é um aparelho que foi planejado e montado pela equipe chinesa da State Grid, que é uma grande interessada na privatização da Eletrobras. Pode-se, inclusive, olhar para o fenômeno com viés proposital. Ou seja, uma política suja da direita, para justificar o ato de tornar privada a estatal.

Segundo o Conselho Nacional de Eletricitários (CNE), em nota, é de suma importância “montar um grupo de técnicos para analisar, em paralelo, as causas da ocorrência e do blecaute, assim como sobre as responsabilidades relacionadas, visto que a ocorrência poderá servir para nortear as decisões sobre o processo de privatização do grupo Eletrobras”.

O interesse da burguesia em privatizar importantes grupos como a Eletrobras é claro: deixar a população presa a um sistema precário de transmissão de energia para garantir seus próprios lucros. Com aparelhos mal planejados e operados, tornando os apagões frequentes. Outro determinante para privatização envolve os custos. Tornando a estatal um órgão privado, consequentemente irá haver o aumento nos custos do serviço de energia para população.

Um exemplo bastante claro são as companhias telefônicas. Após sua privatização, a qualidade de atendimento ao povo a telefonia se tornou ruim, cara e sem perspectivas de avanços no que se refere a qualidade de serviço prestado à população. O mesmo acontecerá com a Eletrobras se cair nas mãos da iniciativa privada.

Tal apagão foi apenas o começo de uma série de problemas que a companhia apresentará se for privatizada. É de extrema importância que a luta contra o golpe seja intensa, para que tais medidas não ocorram como espera o governo da direita. É preciso lutar contra as privatizações, que geram aumento nos preços para a população, além de serviços deficientes. A infraestrutura do Brasil, com a atuação dos governos neoliberais tornará se precária, como já está sendo visto. Essa é a política imperialista para os países atrasados: tornar a burguesia cada vez mais poderosa e o operário cada vez mais perseguido e explorado, deixando-o de mãos atadas na escuridão. Literalmente, em todos os aspectos.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Publicidade
Publicidade

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar