Publicidade

Diário Liberdade
Sábado, 28 Janeiro 2017 14:52 Última modificação em Segunda, 30 Janeiro 2017 22:49

Irã proibe entrada de norte-americanos no país em resposta a ordem executiva de Trump

Avalie este item
(1 Voto)
País: Irão / Migraçons / Fonte: Opera Mundi

O Irã anunciou neste sábado (28/01) que aplicará o princípio de reciprocidade aos Estados Unidos e proibirá a entrada de cidadãos norte-americanos no país até que Washington suspenda a proibição para os cidadãos iranianos, em vigor durante três meses segundo o decreto assinado por Trump nesta sexta-feira (27/01).

"A República Islâmica do Irã, para defender os direitos de seus cidadãos e até que se solucionem todas as limitações insultantes dos Estados Unidos contra os iranianos, aplicará o princípio de reciprocidade", informou o Ministério das Relações Exteriores em comunicado.

Trump assinou uma ordem para proibir temporariamente a entrada nos EUA de cidadãos de sete países de maioria muçulmana (Líbia, Sudão, Somália, Síria, Iraque, Irã e Iêmen) para impedir a posível chegada de supostos terroristas dessas nações.

O governo iraniano classificou a decisão de Trump como "insulto flagrante aos muçulmanos do mundo" e considerou que isso fomenta "a propagação da violência e do extremismo". "Apesar da falsa reivindicação de lutar contra o terrorismo e garantir a segurança do povo americano, este movimento será registrado na história como um grande presente para os extremistas e seus apoiadores", ressalta o texto.

O presidente iraniano, Hassan Rohani, já havia criticado anteriormente as últimas decisões de Trump, mas não se referiu diretamente a esta medida nem citou o líder americano. Rohani mencionou que esta é uma época de "reconciliação e coexistência, e não de erguer muros entre países", em referência ao polêmico muro que Trump insiste em construir na fronteira entre EUA e México.

A expectativa era que as relações entre Teerã e Washington piorassem com a eleição de Trump, que se mostrou contrário ao acordo nuclear assinado entre o Irã e seis países (China, EUA, França, Reino Unido, Rússia e Alemanha) em julho de 2015.  

Iraniano indicado ao Oscar não comparecerá à cerimônia

O cineasta iraniano Asghar Farhadi, indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro por "O Apartamento", não poderá comparecer à cerimônia de premiação como consequência da ordem sobre imigração aprovada pelo presidente americano, Donald Trump.

A informação foi confirmada neste sábado pelo Twitter de Trita Farsi, presidente do Conselho Nacional Iraniano Americano, organização que promove as relações entre os dois países.

Em princípio, todos os iranianos, salvo aqueles com passaportes diplomáticos, estão temporariamente proibidos de entrar nos EUA por conta da decisão de Trump.

Farhadi, que em 2012 ganhou o Oscar de melhro filme estrangeiro por "A Separação", está novamente indicado à categoria por "O Apartamento". A protagonista do filme, Taraneh Alidoosti, já havia anunciado ao longo da semana que não compareceria à cerimônia como protesto contra as medidas de Trump.

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar