Publicidade

Diário Liberdade
Quarta, 17 Janeiro 2018 20:25 Última modificação em Sábado, 27 Janeiro 2018 18:06

Nasce a Plataforma Social Via Galega

Avalie este item
(0 votos)
País: Galiza / Direitos nacionais e imperialismo / Fonte: Diário Liberdade

O próximo sábado 20 de janeiro, decorrerá em Compostela umha nova reuniom desta iniciativa autodeterminista, na qual se aprovará a sua denominaçom definitiva.

A assembleia, que decorrerá a partir das 11hs na Sede Nacional da CIG, tratará outros pontos na ordem do dia. Os coletivos presentes constituirám o Plenário e a Coordenadora Nacional da Plataforma, agendando já as primeiras açons previstas.

A iniciativa parte de sete fundaçons do ámbito do soberanismo galego (Artábria, Alexandre Bóveda, Galiza Sempre, Manuel María, Moncho Reboiras, Terra e Tempo e Vía Galego)

Após a primeira reuniom, que decorreu a 16 de dezembro em Compostela, a plataforma já aglutina mais de 23 entidades, às quais se espera que adiram muitas mais na reuniom do próximo sábado.

Asociación Cultural Alexandre Bóveda (Corunha), as AVV de Agra do Orzán e Oza-Os Castros (as duas da Corunha), Asociaçom Cultural O Facho (Corunha), Asociación Cultural Cultura do País(Lugo), Asociación Cultural e Musical Solfa (Compostela), Asociación Cultural O Castro (Vigo), Asociación Cultural Centáurea (Gondomar), Asociación Cultural O Galo (Compostela), Asociación Roxín Roxal (Paderne), Asociación Cultural Altofalante (Ribeira), Asociación Cultural Auriense (Ourense), Asociaçom de Estudos Galegos, Asociación Galega de Emigrantes Retornados MarusiaAJA Galiza José AfonsoA Gentalha do Pichel (Compostela), Cultural Aberta (Carral), Confederación Intersindical Galega (CIG), Centro Social Gomes Gaioso (A Corunha), Federación Galiza CulturaFederación Rural Galega (FRUGA), Mar de Lumes e Sociedade Cultural Medulio (Ferrol) som os coletivos já somados à iniciativa.

Mobilizaçons, jornadas formativas ou ediçom de material serám alguns dos trabalhos que poderá fazer a plataforma. "Em nengum caso", segundo fontes consultadas polo Diário Liberdade, “se pretende disputar espaços às organizaçons políticas já existentes”.

Bruno L. Teixeiro, da Fundaçom Artábria, consultado polo Diário Liberdade, indica que "o trabalho da plataforma é a méio-longo prazo e pretende corrigir erros de outras iniciativas recentes que as levárom a desaparecer”. As decisons serám tomadas por “consenso amplo”, já que nom se trata de estabelecer maiorias ou minorias” indicam fontes da Plataforma.

Bruno Lopes também declarou que “a iniciativa surge perante a situaçom de crise da Galiza como projeto nacional: o País está na UVI a nível económico, cultural, demográfico, lingüístico... as limitaçons do quadro autonómico e a deriva recentralizadora do Estado aceleram esta situaçom”.

“Após 35 anos de autonomismo, Galiza é um país mais subordinado e dependente” segundo o membro da Fundaçom Artábria, e por isso acham que "o País precisa dumha ferramenta defensiva que vaia além das legítimas opçons políticas partidárias assentando em dous princípios básicos: a Galiza é umha naçom e o povo galego tem direito à autodeterminaçom, quer dizer, a dicidir livremente o que quiger ser.”

Diário Liberdade é um projeto sem fins lucrativos, mas cuja atividade gera uns gastos fixos importantes em hosting, domínios, manutençom e programaçom. Com a tua ajuda, poderemos manter o projeto livre e fazê-lo crescer em conteúdos e funcionalidades.

Doaçom de valor livre:

Microdoaçom de 3 euro:

Adicionar comentário

Diário Liberdade defende a discussom política livre, aberta e fraterna entre as pessoas e as correntes que fam parte da esquerda revolucionária. Porém, nestas páginas nom tenhem cabimento o ataque às entidades ou às pessoas nem o insulto como alegados argumentos. Os comentários serám geridos e, no seu caso, eliminados, consoante esses critérios.
Aviso sobre Dados Pessoais: De conformidade com o estabelecido na Lei Orgánica 15/1999 de Proteçom de Dados de Caráter Pessoal, enviando o teu email estás conforme com a inclusom dos teus dados num arquivo da titularidade da AC Diário Liberdade. O fim desse arquivo é possibilitar a adequada gestom dos comentários. Possues os direitos de acesso, cancelamento, retificaçom e oposiçom desses dados, e podes exercé-los escrevendo para diarioliberdade@gmail.com, indicando no assunto do email "LOPD - Comentários".

Código de segurança
Atualizar

Publicidade

Quem somos | Info legal | Publicidade | Copyleft © 2010 Diário Liberdade.

Contacto: info [arroba] diarioliberdade.org | Telf: (+34) 717714759

Desenhado por Ritech

O Diário Liberdade utiliza cookies para o melhor funcionamento do portal.

O uso deste site implica a aceitaçom do uso das ditas cookies. Podes obter mais informaçom aqui

Aceitar